PV Porto Alegre lança pré-candidatura à prefeitura de Porto Alegre

Na noite desta quinta-feira, 04, o Partido Verde Porto Alegre lançou a pré-candidatura de Montserrat Martins à prefeitura de Porto Alegre. O lançamento que ocorreu por videoconferência em publicação ao vivo na fan page do PV Porto Alegre, e contou com a presença do presidente nacional do Partido Verde, José Luiz Penna, do secretário nacional do PV, Marcelo Bluma, do presidente estadual, Marcio Souza, do vice-presidente de Porto Alegre, Cleber Giovane e do pré-candidato Montserrat Martins.

Nossa Porto pode ser mais Alegre, uma Capital mais criativa e inovadora, mais limpa e sustentável, mais humana e solidária.

Montserrat Martins

Médico e escritor, e já concorreu pelo PV na eleição ao governo do estado em 2010. Sendo médico concursado no Judiciário e também graduado em Direito, participou da implantação da Justiça Restaurativa, tendo experiência em resolução de conflitos com a participação criativa da comunidade.

Temos aqui empresas e profissionais capazes de nos tornar um Polo de tecnologias limpas, inteligentes, que gerem empregos sem poluir – e o papel da Prefeitura é estimular esse novo modelo de desenvolvimento. Os incentivos fiscais e as parcerias público-privadas devem ser direcionadas para a viabilização dessas ideias.

Devemos apoiar a economia atraindo turistas que vem ao Estado visitar Gramado e Canela e mal passam pela Capital, podemos fazer parcerias por exemplo para um teleférico unindo o Morro ao Guaíba. Esse é um mero exemplo de uma entre várias possibilidades criativa que movimente nossa cidade e nosso comércio. Para isso também temos de preservar o Guaíba, em risco com um projeto de mina de carvão, que a Prefeitura deve contestar, em nome da preservação da água, do ar e da própria Orla, nosso cartão postal.
Há problemas graves a enfrentar, como a falta de água crônica em vários bairros “esquecidos” pela Prefeitura, que devem passar a ser prioridade também. A crise dos transportes e mobilidade urbana requer também novos modos de circulação, como o Aeromóvel, uma tecnologia gaúcha usada em vários lugares do país e do mundo e ainda não aqui, podemos mostrar que “santo de casa” pode fazer milagre sim. Uma capital mais humana também tem de ser mais acessível para as pessoas que disso necessitam. Outras soluções devem ser buscadas para o transporte coletivo, que não seja diminuir linhas e lotar ônibus e plena pandemia.
A Guarda Municipal e os Agentes de Trânsito podem colaborar com a Segurança na medida em que a Prefeitura viabilizar junto ao Estado uma maior integração com os órgão estaduais de segurança. Nossos professores, inclusive da educação infantil, e os profissionais da saúde, que tem sido heroicos no combate à pandemia, tem de ser vistos como parte da solução e não do problema, como tem sido hoje, onde sofrem uma série de restrições em sua valorização profissional e em suas condições de trabalho por parte da gestão municipal.

Comments are closed.